Tecnologia: Pesquisadores americanos criam inseto eletrônicoTecnologia da Informação Blog O Gestor

Tecnologia: Pesquisadores americanos criam inseto eletrônico

Tecnologia: Pesquisadores americanos criam inseto eletrônico

 

Pesquisadores militares da Air Force (Força Aérea dos Estados Unidos) desenvolveram o “inseto eletrônico“. Trata-se de um MUAV (Micro Unmanned Aerial Vehicles) uma pequenina máquina voadora que é muito parecida com um inseto, cuja função é exercer ações de espionagem vigilância.

 

O mais impressionante, além da tecnologia empregada, que é a miniaturização dos componentes, é a capacidade dos pesquisadores de construírem uma máquina voadora que consegue voar batendo as asas e de maneira síncrona, ou seja com toda a sincronia de um inseto de verdade, tornando-se assim perigosos espiões dificilmente capazes de serem detectados.

inseto eletrônico,muav

Créditos da imagem: http://www.unmanned.co.uk

 

Saiba mais sobre o projeto, assistindo ao vídeo (em inglês) “Micro Unmanned Aerial Vehicles (em português, micro veículos aéreos não-tripulados) – Air Force Research Laboratory”

Créditos do vídeo: youtube.com

Fonte: http://www.techtudo.com.br

 

Isto passa a ser preocupante… já pensou nuvens de insetos eletrônicos espiões como esses invadindo os mais diversos espaços e intimidades das pessoas? E você, o que acha dessa invenção? Participe, deixando seus comentários.

 

Gostou deste blog? Clique aqui e saiba como votar neste blog para melhor blog de Tecnologia e Internet do Brasil e recomende aos seus amigos!

 

Se já sabe como votar, clique no selo abaixo e vá direto para a página de votação


Veja também:

Flying car: carro voador é aprovado nos EUA

Quantum Levitation, tecnologia que faz objetos flutuarem

Tecnologia: Janela interativa é diversão na viagem dos filhos

Tecnologia: restaurante permite você “comer com os olhos”

Jack PC: o computador foi parar dentro da tomada

Ver mais curiosidades tecnológicas

Vote neste post

Servidor Público, Tecnólogo em Gestão da Tecnologia da Informação, docente de informática freelancer e problogger.

Deixe seu comentário