Profissionais TI: Perito em InformáticaTecnologia da Informação Blog O Gestor

Profissionais TI: Perito em Informática

Por Luis Marcos Leite | Profissionais TI | 16 Comentários

Profissionais de Tecnologia da Informação: Perito em Informática

O Perito em Informática é um profissional TI que atua da mesma forma que os engenheiros, arquitetos, contadores, administradores e médicos atuam na Justiça Civil e Justiça Federal. O número de ações em que são necessários laudos técnicos de informática (Tecnologia da Informação) tem crescido bastante nos dias atuais.

Portanto, o Perito em Informática é chamado pela Justiça para oferecer esses laudos técnicos em processos judiciais, nos quais podem estar envolvidos pessoas físicas, jurídicas e até órgãos públicos. O laudo técnico escrito é assinado pessoalmente pelo perito e passa a ser uma das peças (prova) que compõem um processo judicial.

O Parágrafo Único, Art. 145, do Código de Processo Civil – CPC, determina, entre outras condições, que os peritos devam ser profissionais de nível universitário, assim somente os profissionais de informática (Tecnologia da Informaçao) com curso superior podem atuar como perito.

perito em informática,tecnologia da informação,informática,perito

Créditos da imagem: http://filetraffic.eu

 

Então, quem realmente pode ser perito em informática?

Para o profissional da área de informática (Tecnologia da Informação) atuar como perito judicial não é necessário prestar concurso público, realizar pós-graduação ou qualquer curso específico sobre perícias, nem estar vinculado a emprego oficial. Em termos gerais, podem ser peritos: os aposentados, os profissionais liberais, os recém formados, os funcionários públicos e os empregados de empresas em geral.

Porém, quando na localidade não houver profissionais qualificados na área ou quando houverem profissionais com curso superior que, de um forma ou outra, estiverem impedidos, o técnico em informática poderá atuar como perito.

Tipos de exames que podem ser feitos pelo Perito em Informática

Existe uma grande quantidade de tipos de exames pertinentes à área de Tecnologia da Informação, seguem abaixo alguns tipos de perícias:

 

Requisitos necessários para ser um Perito de Informática

Os requisitos básicos necessários para o profissional da área de informática ser perito judicial são: honestidade e apresentação de um trabalho de boa qualidade. O serviço é remunerado e cabe adiantamento de honorários, quando solicitados na devida forma.

O Mercado do Perito em Informática

A perícia se torna um mercado atrativo aos que procuram segurança numa atividade profissional paralela em razão de suas principais características, entre as quais: a flexibilidade de horários para executar tarefas, os prazos relativamente largos de entrega do laudo e o cunho solitário da atividade, que não admite pressões sobre o trabalho do perito – características estas pouco encontradas em outros segmentos onde os contadores atuam. Embora o mercado possa ser rentável, é de pouco conhecimento dos profissional da área de informática de como nele ingressar.

Porém, antes de realizar qualquer investimento na compra de bibliografia, deve o interessado pesquisar se na sua cidade ou região a demanda de perícias de informática seja compensadora.

Existe alguma bibliografia (livros) que ensine alguém a ser perito?

O competente trabalho do perito tem rotina pequena e de fácil assimilação para aqueles que não dispõem de experiência em perícias. Entretanto, ao procurar por bibliografia que instrua a respeito da rotina e da prática dos atos do perito, pode-se constatar que há escassez de material. Maiores obstáculos são enfrentados para encontrar livros e cursos que particularizem como o interessado faz para penetrar nesse mercado de pouca divulgação.

Uma boa opção de literatura pode ser o livro Manual de Perícias, onde o autor Rui Juliano transmite o conhecimento elementar, informando e prevendo as situações que o perito tem possibilidade de enfrentar, bem como detalhando as fases que se apresentam durante o encargo.

A obra, lançada em março de 2005, pode ser adquirida no site www.manualdepericias.com.br

E aí, se interessou em ser um Perito de Informática? Participe, deixando seu comentário!

E não deixe de ler a série de artigos:

 

Créditos:
http://www.manualdepericias.com.br/Peritoinformatica.asp
http://www.manualdepericias.com.br/link_perito.asp?perito=25
Vote neste post

Servidor Público, Tecnólogo em Gestão da Tecnologia da Informação, docente de informática freelancer e problogger.

16 Comentários
  • Qual é o melhor curso para ser Perito de Informática: Ciência da Computação, Engenharia da Computação ou Sistemas de Informação?

  • Quantas perícias por mês o Perito de Informatica, consegue fazer? 50 laudos por mês? É possível, ganhar mais de R$ 1 milhão /mês, trabalhando autônomo (nomeado pelo juiz)? O valor está muito alto se um perito cobrar entre: R$ 1 mil e R$ 3 mil a hora técnica pericial? Por exemplo => Tempo: 8h x 5 dias x 4 semanas = 160 horas x R$ 1 mil reais = R$ 160000,00 – 27,5% IR = R$ 116000,00 por perícia… se faço, 50 laudos = R$ 5.800.000,00 milhões de reais x 12 meses = R$ 69.600.000,00 ao ano. Isso que eu fiz, existe?

    • Rhavik,

      Mais de um milhão não acredito não. O ideal seria tentar ver com um perito qual o custo da hora técnica.

      • A Hora Técnica Pericial em São Paulo é R$ 300,00. Por exemplo: 8h diária x 5 dias x 4 semanas = R$ 48 mil – 27,5% IR = R$ 34800,00 por perícia x 50 perícias mensais = R$ 1740000,00 ao mês x 12 meses = R$ 20.880.000,00 milhões ao ano. Eu acho que 50 perícias por mês é muito, mas o Perito do IC, faz 40 por mês e peritos particulares, eu não sei. Mas, eu ouvi falar que tem peritos que faz entre 3 à até o que conseguir. Se fazer 03 perícias por mês, daria 1.252.800,00 milhão ao ano. Isso, sem tirar as despesas que você tem para sobreviver. Um perito me disse, que o valor da hora técnica pericial depende muito do profissional, é como os médicos tops, que cobram a consulta entre R$ 450,00 à R$ (o valor que tiver: “oferta e demanda”).

        • Rhavik,

          Se for isso mesmo, será que tá bom, não?rs

          • Rhavik

            O salario de R$ 104.400,00 /mês, acho que está bom, mas poderia ser acima de R$ 1 milhão (risos). Eu já conheço seu site faz tempo, pretendo fazer: Engenharia de Computação e após, especialização em Computação Forense. Quando estiver entre os melhores peritos de informática nacionais e internacionais, eu vou cobrar a Hora Técnica entre: R$ 1 mil à R$ 5 mil reais /hora. O que você acha? Está exagerado?

            R$ 1000,00 => 160 horas mensais = R$ 160.000,00 – 27,5% IR = R$ 116.000,00 /perícia – 03x perícias = R$ 348.000,00 ao mês.
            R$ 5000,00 => 160 horas mensais = R$ 800.000,00 – 27,5% IR = R$ 580.000,00 /perícia – 03x perícias = R$ 1.740.000,00 ao mês.

            Você sabe me dizer, quantas perícias do IC – Instituto de Criminalística de São Paulo, realiza ao mês em perícia de informática? Não consegui, achar na internet. Eu sei agora, porque todos os médicos-peritos são milionários. Outra coisa, se o perito de informática, ganha muito dinheiro, porque não tem muitos profissionais que trabalham nessa área e principalmente, você? (risos)

          • É Rhavik, parece que você quer ser milionário atuando como perito forense…rs. Já eu não quis entrar pro ramo não… vou ficando por aqui mesmo…rs

          • Rhavik

            Entendi. O objetivo não é ficar milionário ou bilionário, é apenas ser reconhecido por fazer o melhor trabalha na área da Computação Forense. O dinheiro é consequência do trabalho reconhecido. Mas, vem cá…você não acha bom tornar-se bilionário naquilo que gosta? (risos)

            O único problema de conseguir trabalho em Perícia de Informática na Justiça, é algum juiz nomear você para o trabalho. Porque o resto é mais fácil. Você tem algum amigo juiz? (risos)

          • Rhavik,

            Dinheiro demais não me enche os olhos não. Quanto a ter amigo juiz também não tenho.

  • Luis, bom dia.

    A formação do perito em TI tem de ser na área de TI? Eu sou formado em Administração com pós em Gestão de TI, além de atuar na área a mais de 20 anos. Neste caso eu poderia atuar como perito?

    Abraços.

    • Otavio,

      A meu ver não há problema porque vejo que pós-graduação fora da área da graduação não anula o fato do graduado ser especialista na área, ainda mais no seu caso (Gestão da TI), entretanto, é preciso interpretar corretamente o disposto no artigo 145 do Código Civil, que reza o seguinte:

      “Art. 145. Quando a prova do fato depender de conhecimento técnico ou científico, o juiz será assistido por perito, segundo o disposto no art. 421.

      § 1o Os peritos serão escolhidos entre profissionais de nível universitário, devidamente inscritos no órgão de classe competente, respeitado o disposto no Capítulo Vl, seção Vll, deste Código. (Parágrafo acrescentado pela Lei nº 7.270, de 10.12.1984)

      § 2o Os peritos comprovarão sua especialidade na matéria sobre que deverão opinar, mediante certidão do órgão profissional em que estiverem inscritos. (Parágrafo acrescentado pela Lei nº 7.270, de 10.12.1984)

      § 3o Nas localidades onde não houver profissionais qualificados que preencham os requisitos dos parágrafos anteriores, a indicação dos peritos será de livre escolha do juiz. (Parágrafo acrescentado pela Lei nº 7.270, de 10.12.1984)”

      Sugiro que consulte um advogado ou até mesmo o(s) juizado(s) de sua localidade e assim que tiver a resposta, poste o parecer aqui, ok?

      Abs.

    • Marcio Aurélio Ninno
      Responder

      A pós-graduação não agrega atribuições, mas permite maior conhecimento em uma determinada área, por este fator não acredito que uma simples pós-graduação de aproximadamente 400hs fará um Administrador realizar alguma pericia em códigos fonte, bancos de dados, equipamentos de informática e de automação industrial. Outra situação é que o profissional deverá ser registrado no conselho de classe e no caso da Informática é o sistema Confea/CREA conforme Lei Federal 5194/66 e demais resoluções.

      att,

      Professor
      Marcio Aurélio Ninno
      Analista em Desenvolvimento de Sistemas
      Especialista em Gestão de Tecnologia da Informação
      Técnico em Segurança do Trabalho e Edificações

  • Vinícius Machado
    Responder

    Ok. O Perito em Informática faz a função de um Auditor de TI. Você sabe algum site para enviar o meu cv para este cargo?
    No aguardo.

    • Vinicius,

      Vou repetir o seguinte trecho do artigo : “Embora o mercado possa ser rentável, é de pouco conhecimento dos profissional da área de informática de como nele ingressar.
      Porém, antes de realizar qualquer investimento na compra de bibliografia, deve o interessado pesquisar se na sua cidade ou região a demanda de perícias de informática seja compensadora.”

      Diante disto, sugiro que procure os juizados do seu município para obter informações, ok?

      Abs.

Deixe seu comentário